terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

E o que tem no meu quarto?


Simplesmente um vídeo onde mostro um pouco das coisas materiais que tem no meu cantinho da casa; o meu quarto.

Basicamente são bonequinhos (para manter a criança interior viva), muitos livros (no vídeo não tem nem 1/3), o meu violão, e um certo grau de bagunça.

Fiquem espertos, por que ocasionalmente estou upando esses vídeos simplezinhos no Youtube. Pura diversão.

Abraços.

sábado, 15 de dezembro de 2012

Relatos de um homem que não entende matemática



Uma vez fui ao cinema e comprei dois ingressos. Entreguei uma nota de cinqüenta reais para a moça do caixa e recebi de volta o troco junto com os ingressos os quais coloquei direto no bolso como sempre faço.
Agradeci a moça do caixa pela atenção e quando me virei meu amigo me olhava com uma expressão de leve espanto: “Cara, você não confere o troco?”.

A verdade é que nunca conferi trocos na minha vida. Com o passar do tempo, adquiri o hábito de olhar o troco por alguns segundos frente ao caixa para fingir que estava conferindo, mas nunca conferi de fato.
O motivo disso é que sou um analfabeto matemático.  É muito difícil explicar para ás pessoas o nível matemático em que me encontro, ou como cheguei a esse ponto, mas desde criança essas questões de raciocínio lógico com números sempre me pareceram meio sem pé nem cabeça. Coisas que as demais pessoas consideram simples e banais, para mim, soam não naturais. Desde contas simples como multiplicar, dividir, até as mais complexas.

Consigo resolver equações simples como as de “mais” e as de “menos” com a ajuda dos dedos. Se você me perguntar algo como quanto é 6 mais 3, você verá meus dedos se movendo discretamente antes de ouvir a resposta.

Estou começando a atribuir esse defeito de fábrica a algo do meu organismo. Culpa da escola, definitivamente não é.

Lá pela terceira série o problema já foi identificado. Eu havia acabado de ganhar um diploma de melhor aluno da turma quando a professora identificou uma constante nota vermelha que se encontrava todo bimestre em meio aquele mar azul exemplar.

Eles convocaram a minha mãe para uma conversa, ainda lembro-me da frase que a professora usou: “Seu filho precisa de uma força.”

Fui matriculado numa aula de reforço que freqüentava todos os dias depois da escola. Ivonete era o nome da instrutora, lembro bem. Mulher super paciente e atenciosa. Mas não havia paciência e atenção que desvendasse o que acontecia na minha mente. Não aprendi nada. Só não consideramos uma perda total de dinheiro, por que além das aulas de matemática também recebia aulas complementares de português, fazendo com que a minha nota na matéria subisse de 8,5 para 10 durante anos.

Nunca descobri onde se encontra essa peça que falta no meu consciente. Eu sei como um analfabeto se sente ao olhar aqueles desenhos chamados letras nos cartazes e sentir como se aquilo devesse ter algum significado para ele, mas não tem. São apenas desenhos.

O mesmo acontece comigo quando vejo uma conta de divisão no papel. Sei que deveria fazer algum sentido, para as demais pessoas faz. Mas para mim são apenas números, ordenados de forma aleatória com um traço as segregando.

No segundo ano do colegial, minha professora me chamou de canto e perguntou se eu tinha algum problema com ela:

Problema? Eu não tenho nenhum! Respondi

Andei conversando com os outros professores. Eles falaram que você era o melhor aluno da sala e sempre prestava atenção na aula. Comigo você sempre olha para o nada durante a minha explicação e responde as provas de qualquer jeito!

Cocei minha cabeça duas vezes, respirei fundo e por fim falei:

Desculpa professora... É que a essa altura do segundo ano do colegial, eu já desisti de tentar aprender matemática.

Depois daquela aula fui até um shopping. Comprei uma celular com calculadora embutida e fui ser feliz. 

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

As novidades



Olá! Sentiram a minha falta?

Escrevo esse post com o intuito e informa-los sobre algumas novidades bacanas que estão acontecendo, mas antes gostaria de iniciar com agradecimentos:

Eu sei que tenho sido um blogueiro relapso. A taxa de posts por mês caiu vertiginosamente. Vocês precisam entender que isso se deve ao turbilhão de coisas que vem acontecendo em minha vida ultimamente. A faculdade, o lançamento do Livro do Fim do Mundo e, principalmente, o projeto Reduto Brainstorm que, por ser novo, exige um nível maior de dedicação e atenção.

Dedicação e atenção para que ele se torne forte como hoje o FelipeSali.com é. Por que mesmo com tudo isso, vocês não abandonaram o blog. Revisitaram posts antigos e mostraram o blog a novos amigos o que fez que fechemos o mês de outubro e novembro com recorde de acessos nesses mais de três anos de existência!!!

Essa foi uma notícia claramente inesperada e muito bem vista. Quero agradecer a todos vocês que mantém esse sonho vivo, muito obrigado mesmo.

Também aproveito para dizer que, a partir do ano que vem, o sali.com voltará a ter uma frequência maior de posts e textos. Não será uma zona de conteúdo diário como o Reduto Brainstorm, mas sempre terá novidades.

E por falar em novidades, vamos a elas:

- Virei colunista de um blog muito interessante chamado Diário Ciumento. Irei escrever lá uma vez a cada duas semanas, então já sabem onde podem encontrar novos textos sempre.

Leia os dois primeiros textos que fiz sobre: Pessoas Difíceis e Os Chamados da Vida

- Participei de um podcast bem bacana com o pessoal do Geração X2 sobre o lindo sentimento denominado ciúmes. Se você quer ouvir a minha voz tímida e desajeitada, sugiro que ouçam esse lindo podscast.  (se você não sabe o que é podcast, clique aqui)

Para ouvir o podcast, clique aqui

- O Livro do Fim do Mundo está vendendo que nem água! Compre o seu agora mesmo ou peça na sua livraria. E se prepare, pois já foi confirmado uma trilogia do fim do mundo!

Link da compra do livro, clique aqui. 

- Acabei de me tornar escritor parceiro do simpático blog The Song of the Letters. Eles estão dando um ótimo apoio na divulgação do Livro do Fim do Mundo simplesmente por que gostaram! Ainda dei uma entrevista bem bacana para eles, vale a pena ler.

Entrevista para o blog, clique aqui.

Por hora, essas são todas as novidades interessantes que tenho para passar á vocês. Provavelmente eu volte para mais um post ainda esse mês, pois eu preciso fazer o clássico texto de final de ano filosófico como é de costume nesse blog.

Mais uma vez, obrigado a todos vocês. Nos vemos na próxima.








terça-feira, 27 de novembro de 2012

Lançamento: O Livro do Fim do Mundo




24 de Setembro de 2012. Essa foi á data oficial do lançamento de “O Livro do Fim do Mundo” em São Paulo.

Valeu à pena enfrentar a maluca cidade de São Paulo, se perder, pra poder desfrutar de uma aconchegante tarde de autógrafos e bater um papo com os outros autores, leitores, editores e organizadores. Só tinha gente fina presente, nunca assinei meu nome tanto assim na minha vida.

Cada pessoa que comprava o livro, eu imaginava qual seria a reação dela ao ler o meu conto sobre o homem que descobre que o mundo vai acabar. Felizmente terei o feedback de alguns leitores devido ao lindo advento do twitter.


O Livro do Fim do Mundo é um projeto idealizado pelo pessoal do Geração X2 em parceria com a editora subtítulo. Eles abriram um projeto de seleção onde qualquer autor poderia enviar o seu conto sobre a ultima hora de vida do planeta terra. Milhares de contos foram enviados, eles selecionaram os 34 melhores e então lançaram a antologia em livro disponível a vendo no Brasil inteiro.

Quem acompanha o blog sabe que tenho como objetivo de vida me tornar um escritor. O Livro do Fim do Mundo entrara para sempre na minha história como um primeiro passo rumo a esse objetivo. Um humilde e limpo passo.

Conhecendo agora os outros autores selecionados percebi a mesma sede. Tem muita gente talentosa no meio disso, muitos diamantes prestes a serem descobertos. Não irei me surpreender se sair uns dez escritores com carreiras de sucesso, desse copilado. Será muito interessante acompanhar a evolução profissional de cada um deles e saber que tudo começou com esse livro.


Gostaria de agradecer a todos que apareceram no lançamento, a todos os autores e não autores com quem fiz amizade e pretendo manter contato por muitos anos ainda. Todas as pessoas que vieram conversar sobre o projeto, e a todos que estão ajudando isso a se tornar realidade.

O Livro do Fim do Mundo pode ser encontrado na livraria Cultura ou no site da editora Subtítulo com frete grátis.

domingo, 28 de outubro de 2012

O fim está próximo


Acabei de ver a capa de "O Livro do Fim do Mundo" e, como podem observar, está linda!

O livro do fim do mundo virá com cerca de 33 contos de vários autores, incluindo esse que vos escreve, baseados na seguinte premissa:

O que você faria se o mundo fosse acabar em 1 hora?

O lançamento já está marcado para novembro, preparem os seus cartões de crédito.




sábado, 13 de outubro de 2012

Descubra Santos!


Tenho uma novidade bacana pra vocês.

Entrou no ar, hoje, um mega portal de entretenimento voltado para o público interessado pela cidade de Santos do litoral paulista.

O site irá contar com colunas, o roteiro de Santos, programação cultural, dos cinemas, texto sobre a história da cidade, promoções, vídeos e tudo mais que interessar sobre a cidade.

Você poderá contar com textos também sobre outros assuntos, eu por exemplo vou dar as caras por la com a coluna Area Nerd pra dialogar com os nerds da cidade. A nossa conhecida do blog, Ayumi Miyhashiro, irá participar com uma coluna sobre moda, além de colunas sobre, receitas, esportes e notícias sobre a cidade.

Pra ficar inteirado da novidade, siga o nosso twitter @descubrasantos e curta a nossa page do facebook http://www.facebook.com/pages/Descubra-Santos/476226389075837

Vamos provar a força caiçara e bombar a página? Conto com vocês!

Você pode até conhecer a cidade de Santos, mas será que já a descobriu?


Arte das crianças



Esse é o desenho que eu fiz em parceria com as crianças do Berçário 2 da creche Nicolau Paal.

O desenho trata-se de uma arte abstrata modernista com toques de alto relevo, minhas crianças são muito cultas, muito cultas...

Eu desenhei a carinha no canto da imagem, e eles foram riscando o resto conforme o gosto deles, um até apareceu com cola e grudou um pedaço de papel, tudo em nome da arte.

O nome do quadro é EEEEUUU, por que quando eu perguntei qual serie o nome da obra eles gritaram "EEEEUUUUUU".


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Eu recomendo